Avião Solar Impulse não conseguiu terminar Voo experimental

solar-impulse-aviao-energia-solar

O avião suíço Solar Impulse 1, impulsionado por energia solar, deu meia volta neste sábado de volta a Bruxelas, devido a dificuldades durante o voo, renunciando a seu objectivo de alcançar o aeroporto de Le Bourget, perto de Paris.

“Foi uma aterragem suave”, afirmou Bertrand Piccard, que projectou o avião, segundo revela a France Presse.

A aeronave descolou do Aeroporto Nacional de Bruxelas mas teve de voltar para trás logo após a cidade francesa de Bavay, a poucos quilómetros da fronteira com a Bélgica, por causa de um vento contrário que atrasou a sua progressão.

“Como sempre foi bem sucedido, tinha chegado a acreditar que era um projecto muito fácil, mas na verdade é muito difícil. Hoje, algumas peças do puzzle estavam a faltar, mas ganhámos em experiência, pois nunca se tinha enfrentado esse tipo de clima. Lembre-se que o objectivo final é a circum-navegar o mundo”, referiu.

Esta é a primeira falha para esta aeronave protótipo, que entrou para a história da aviação em Julho de 2010, com o primeiro voo de 24 horas sem interrupção apenas movidos por painéis solares e baterias.

O avião tentará de novo na semana que vem alcançar Le Bourget, quando a meteorologia permitir, assegurou a porta-voz. O Solar Impulse 1 é o convidado de honra do Salão Internacional da Aeronáutica e do Espaço de Le Bourget, que abrirá em 20 de junho.