Audax Energia entra no mercado do Gás Natural em Portugal

comercializador-energia-eletricidade-gas-audax

A empresa AUDAX ENERGIA, comercializadora energética espanhola que opera em Portugal há 2 anos, promete dar cartas no mercado.

A empresa foi criada com uma clara orientação para o cliente e para as suas necessidades e o compromisso é oferecer um tratamento próximo, uma assessoria personalizada e os preços mais competitivos do mercado. E entra em 2016 com novidades para os portugueses:

Eletricidade e gás

Há 2 anos a comercializar luz, AUDAX ENERGIA acaba de arrancar com a oferta de gás natural a todo o tipo de clientes. Com mais de 5.000 utilizadores e 85 milhões de euros de faturação no ano passado, a empresa prevê para este ano 12 milhões de euros apenas com a fatia portuguesa correspondente ao gás natural.

O CEO, José Barrios, comenta que “com o arranque da comercialização de gás em Portugal a AUDAX ENERGIA prevê consolidar-se como um player de referência no setor energético português. Em 2015 a empresa triplicou a faturação em Portugal face ao ano anterior e agora esperamos alcançar uma nova fatia do mercado nacional.

Tarifa Indexada

Eis o produto chave que veio iniciar uma nova etapa na comercialização da eletricidade em Portugal e prevê continuar a escalada ascendente este ano. Indexar é uma forma de contratar o mercado liberalizado que consiste em pagar um preço variável pela energia elétrica em função do preço de aquisição no mercado grossista.

Com esta contratação o cliente paga a energia a cada hora ao preço real que está a ser vendida no mercado elétrico mais uma avença de gestão. Assim, o cliente evita pagar todo o período do contrato associado à Tarifa Fixa e pode gerir os consumos tendo em conta as horas mais baratas.

Caso ainda não tenha passado para o mercado liberalizado, saiba que tem até ao final de 2017 para o fazer. Segundo o comunicado da ERSE de novembro “o mercado liberalizado de eletricidade alcançou em setembro 4 232 milhões de clientes, com a adesão de cerca de 45 mil novos clientes, estando muito próximo de representar 70% do número total de consumidores em Portugal continental, o que significa que praticamente 7 em cada 10 consumidores são fornecidos por um comercializador em regime de mercado”.

Já que é uma obrigatoriedade, analise e compare as várias ofertas. Se o seu “burocrómetro” disparou e está a levar este assunto muito a sério, pare tudo e descontraia com este vídeo da marca: