Alstom lança Haliade 150 o maior aerogerador offshore do mundo

alstom-haliade-150-6mw

A Alstom inaugurou o Haliade 150 em França, o maior aerogerador offshore do mundo. A cerimónia contou com a presença de Eric Besson, ministro da Indústria, Energia e Economia, e de Patrick Kron, presidente e CEO da Alstom.

O aerogerador Haliade 150 de potência 6MW, foi desenvolvido como resposta a uma oferta lançada pelo governo francês em Julho de 2011, cujo objectivo é instalar 3 GW de energia obtida através de aerogeradores offshore na costa francesa até 2015.

Nos preparativos da sua certificação, a primeira unidade Haliade 150 passará por uma série de testes de campo, ao longo do ano, nas instalações de Carnet, antes que um segundo aerogerador seja colocado no mar (offshore), na costa belga, no outono de 2012.

A produção pré-série está planeada para 2013, com produção em série a partir de 2014.

O parque eólico de Carnet, localizado próximo a Saint-Nazaire, foi escolhido pelas suas características geológicas, que são bastante similares ao ambiente submarino no qual os aerogeradores serão posteriormente instalados.

Uma subestrutura de 25 metros foi instalada sobre pilares inseridos a mais de 30 metros de profundidade, sobre os quais foi então construída a torre de 75 metros de altura.

A nacelle voa na paisagem: 100 metros acima do chão. O aerogerador e sua estrutura de suporte têm um peso total de 1.500 toneladas.

alstom haliade150 offshore wind turbine

A Alstom é fornecedora exclusiva do consórcio liderado pela EDF Energies Nouvelles, que inclui a Dong Energy, especialista dinamarquesa e líder mundial em parques eólicos offshore, assim como os developers Nass & Wind e WPD Offshore.

O contrato do consórcio com a Alstom oferece uma oportunidade única de desenvolver um aerogerador baseado em tecnologia francesa, construído e montado na França, e aproveitando parcerias tecnológicas com diversos órgãos. Este projecto envolverá quase 200 fornecedores do sector de aerogeradores offshore.

Caso a resposta do consórcio à concorrência tenha sucesso, a Alstom planeia estabelecer até quatro fábricas para produzir componentes para esses aerogeradores offshore.

Estas unidades fabris francesas serão as primeiras instalações da Alstom no mundo inteiramente dedicadas à energia eólica offshore e permitirão a criação de 5.000 empregos permanentes e qualificados, incluindo 1.000 empregos directos.

Tecnologia de ponta para aerogeradores mais potentes

Cada um desses aerogeradores da próxima geração poderá gerar o equivalente ao consumo eléctrico de 5.000 casas.

Para lidar com os severos desafios resultantes do ambiente marítimo, a Alstom desenvolveu um aerogerador de 6 MW simples, robusto e eficiente, para melhorar a competitividade da energia eólica offshore.

Com simplicidade, esse aerogerador funcionará sem gearbox (por transmissão directa) e tem um gerador de imans permanentes para reduzir os custos com operação e manutenção.

Com robustez, o Haliade 150 vem com a tecnologia PURE TORQUE da Alstom, que protege o gerador divergindo forças indesejadas do vento de forma segura à torre do aerogerador, optimizando, assim, o seu desempenho.

Por último, o Haliade 150 oferece mais eficiência com seu rotor de 150 m (as pás de 73,50 m são as mais longas do mundo), garantindo um melhor factor de carga.

http://www.youtube.com/watch?v=uw3EJdXH3KE

Até hoje, a Alstom construiu ou instalou cerca de 2.300 aerogeradores, que geram mais de 3.000 megawatts em mais de uma dezena de países (Espanha, Brasil, Reino Unido, França, Itália, Portugal, Marrocos, Estados Unidos, entre outros).

As inovações de engenharia da Alstom possibilitaram o aumento do tamanho e da capacidade de energia desses aerogeradores. Os aerogeradores onshore da Alstom têm classificação variável entre 1,7 e 3 MW.

Um aerogerador único mas construído nos moldes de série

A primeira nacele para o Haliade 150 foi montada em Saint-Nazaire, numa oficina temporária de pré-série, que produzirá cerca de 40 unidades ao longo dos próximos três anos.

Cerca de 40 engenheiros e operadores da Alstom estão trabalhando nessas operações de montagem.