Aerogerador perde duas pás que foram lançadas 200 metros contra uma casa

acidente-aerogerador-perda-pas-

Um defeito num componente poderá ter sido a causa do problema ocorrido num aerogerador localizado num parque eólico próximo de Corme, no município da Corunha de Ponteceso, o que ocasionou a perda de 2 das pás do aerogerador, que foram lançadas sobre uma vivenda habitada.

A habitação atingida localiza-se a mais de 200 metros de distância do aerogerador na aldeia de O Roncudo.

Um destroço de dimensões consideráveis colidiu com a fachada em pedra da vivenda, onde à hora do sucedido dormiam 4 pessoas.

Os acontecimentos tiveram lugar na madrugada de domingo no dia 2 de Janeiro, o proprietário da casa referiu que “…eram aproximadamente 4 e meia da madrugada e estávamos a dormir quando de repende ouvimos uma explosão e de seguida um forte golpe contra uma das fachadas da casa.”, acrescentou ainda “levantámo-nos rapidamente e encontrámos vários destroços de fibra no terreno exterior da casa.”

Este vizinho assegura que um componente do aerogerador emitiu um ruido muito estranho nos dias anteriores ao acontecimento, “o som era semelhante ao ruido produzido por pedaços de ferro a chocar uns nos outros, mas não demos grande importância porque pensavamos que nada podia atingir a nossa casa, apesar disso o ruido aumentou dia após dia, e no dia anterior era já insuportável.”.

O vizinho pensa que um defeito ocasionou o bloqueio do rotor o que provocou a rotura das pás en fibra.

acidente-aerogerador-perda-pas
Destroço em fibra proveniente de uma das pás do aerogerador.

A empresa responsável pelo parque eólico descartou que se  tenha produzido uma explosão, “isso não foi seguramente a razão, as pás também não possuiam nenhum defeito de fabrico porque estavam em funcionamento há 15 anos. Supomos que a causa possa ter sido vento forte ou algum desgaste num equipamento mas ainda não existe nenhuma confirmação. A causa terá ainda de ser avalizada por especialistas para termos certezas, assim como iremos analisar todos os equipamentos restantes no aerogerador.”.

O que não fica totalmente claro foi a razão pela qual duas das pás se desintegraram em vários pedaços, o destroço que colidiu com a casa tinha aproximadamente metro e meio de comprimento.

Não houve danos pessoais e os danos materiais na vivenda foram praticamente insignificantes, informou o proprietário da casa.

O parque eólico de Corme iniciou o funcionamento no ano de 2000. Foi um dos primeiros parques eólicos a ser construido na Costa da Morte e possui 61 aerogeradores de tamanho médio por exemplo o tamanho de uma das pás como as que se soltaram é de 15 metos.

As casas de habitação mais próximas datam dos anos 1992-1995, informaram os vizinhos.

Veja mais notícias sobre acidentes em aerogeradores – Energia Eólica.